Governo Mauro Mendes desvincula orçamento da Unemat das receitas do Estado sem aviso prévio

NA CALADA

0

Da Redação – Ezio Garcia

Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no apagar das luzes de 2019 pode complicar a situação financeira dos doze (12) Campus da UNEMAT – Universidade do Estado de Mato Grosso.

No último dia 12 de dezembro, o ministro do STF Alexandre Moraes acatou o requerimento da Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) impetrada pelo Governo Mauro Mendes, solicitando a desvinculação do orçamento da Unemat das receitas do Estado, antes fixada em 2,5% do total das receitas; e ainda propõe corte no percentual de investimento do Estado na Educação, de 35 % para 25% ao mês, suspendendo, para tanto, trechos da Constituição de Mato Grosso que garantem os percentuais originais previstos nos dois casos.

A decisão foi considerada relâmpago, pois o governo do Estado protocolou a Adin no dia 03 de dezembro e nove dias após, no dia 12, a mesma foi julgada e acatada pelo ministro Alexandre Moraes.

SEM AVISAR

“E o mais engraçado é que Unemat não foi consultada, avisada, chamada a discutir sobre o assunto, nada. Só soubemos da decisão” disse o Coordenador do Campus de Nova Xavantina, Profº César Crispim, em entrevista ao programa Rezende Notícias desta terça feira, 14.

Segundo o coordenador, o orçamento anual do Campus de Nova Xavantina é de R$ 400 mil/ano, não incluindo os salários de professores e servidores. Deste total é que são pagas todas as despesas do Campus como manutenção física, contas de água e luz, material de expediente, abastecimento dos laboratórios, etc; orçamento este agora sem dotação, sem fonte ou origem assegurada.

“Estamos praticamente de pires na mão, correndo o comércio atrás de parcerias, procurando apoios políticos para reverter o quadro. Não podemos desistir nunca” disse César. Ele estava acompanhado da Profª Gisele, do corpo técnico do Campus.

Em Cuiabá, deputados movimentam-se atrás de uma solução, tendo à frente o deputado Thiago Silva (MDB) e o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM).

SISU

Em Nova Xavantina, o Campus da Unemat movimentacerca de 1000 pessoas, entre alunos, professores,funcionários, bolsistas, prestadores de serviço e empregos indiretos, com quatro cursos oferecidos -engenharia civil, biologia, turismo, agronomia e Mestrado em Ecologia.

“É a única cidade com menos de trinta mil habitantes que possui curso de Mestrado” lembrou o Coordenador.

A Profª Gisele informou que o Campus se prepara para o primeiro vestibular do ano, que é pelo sistema SISU – Sistema de Seleção Unificada, para os alunos aprovados no último exame do ENEM, cujas inscrições serão abertas no dia dia 21 e encerradas no dia 24 próximos.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here